Auxiliar penitenciário que matou corretor de imóveis é preso em São Luís


O auxiliar penitenciário temporário Edson Guedes, de 39 anos, que matou a tiros o corretor de imóveis Dino Márcio Rosa Formiga, foi preso na tarde desta quarta-feira (11). O crime ocorreu na noite de segunda-feira (09), em frente a um pet shop, na região da Cohama, em São Luís.

Segundo a polícia, Edson Guedes se apresentou na sede da Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), na Beira-Mar, acompanhado do seu advogado, de nome não revelado, e foi ouvido pelo delegado Armando Pacheco.

Após prestar esclarecimento sobre o crime, o auxiliar penitenciário temporário acabou sendo preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária expedido pelo Poder Judiciário.

Durante toda a terça-feira (10), uma equipe da SHPP realizou buscas na Grande Ilha com o objetivo de prender o autor do crime e várias testemunhas foram ouvidas.

Amigos e familiares do corretor de imóveis realizaram um protesto por justiça no local onde ocorreu o crime. O sepultamento ocorreu no cemitério do Gavião, no bairro da Madre Deus.

O crime

O corretor de imóveis foi ao pet shop Petland, na Avenida Daniel de la Touche, na Vila Vicente Fialho, na região da Cohama, na noite de segunda-feira (09), com o objetivo de trocar uma ração de gato quando teve início um desentendimento com o vigilante do estabelecimento comercial.

A discussão se prolongou até a parte externa da loja quando o vigilante realizou vários disparos de arma de fogo contra Dino Márcio.

O corretor de imóveis ainda foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vinhais, mas, chegou sem vida. O vigilante conseguiu fugir e levou a arma utilizada no crime.

Fonte: Blog do Gilberto Lima