Com mensagem ‘Brasil terra índigena’, ativista Sônia Guajajara posa com Zendaya e Andrew Garfield durante festa da Time 100


Evento aconteceu na quarta-feira (8), em Nova York. Indígena maranhense está na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo, segundo a revista Time. A ativista Sônia Guajajara posa ao lado dos atores Zendaya e Andrew Garfield, em um evento da revista Time, em Nova York
Reprodução/Redes sociais
A ativista Sônia Guajajara participou nessa quarta-feira (8), em Nova York, nos Estados Unidos, da festa da revista Time, em celebração a lista das cem pessoas mais influentes do mundo. A indígena, ao lado do pesquisador Tulio de Oliveira, são os únicos dois brasileiros presentes na lista.
Para a premiação, Sônia Guajajara usou um vestido com a mensagem 'Brasil terra indígena'. Com a frase em destaque, a ativista posou ao lado das atrizes Zendaya, Amanda Seyfried e Ariana DeBose; do ator Andrew Garfield e do diretor Taika Waititi.
Por meio de uma rede social, a ativista explicou que aproveitou a oportunidade no evento para dar visibilidade a violência contra os povos indígenas do Brasil.
"Aproveitei este momento de estar aqui para dar visibilidade a toda essa situação de violência, de genocídio dos povos indígenas no Brasil e também a essa perseguição e violência com todas as pessoas que são nossos aliados", disse a ativista.
A indígena também exibiu a mensagem de protesto ao lado do diretor e escritor Taika Waititi e da atriz Amanda Seyfried.
Reprodução/Redes sociais
Sônia Guajajara também afirmou que segue pressionando o governo federal agilidade nas buscas pelo indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillip, colaborador do "The Guardian", desaparecidos desde o domingo (5), na Amazônia.
"Sigo pressionando a imprensa para que possa exigir do governo Bolsonaro agilidade nas buscas por Bruno Pereira, esse indigenista comprometido, amigo dos povos indígenas e do jornalista Don Phillip, que continuam desaparecidos e o Estado brasileiro é incapaz de dar respostas", finalizou.
A ativista, que é uma das principais lideranças indígenas do Brasil, informou na terça-feira (7), que relatou ao assessor do governo americano, John Kerry, sobre o desaparecimento do indigenista e do jornalista.
Cronologia: indigenista e jornalista britânico estão desaparecidos desde o dia 5
Quem é Sônia Guajajara?
Sonia Guajajara
Reprodução/Redes Sociais/Sonia Guajajara
Sônia Guajajara é uma indígena maranhense, que se destaca pelo ativismos indígena e ambiental, estando na linha de frente na luta contra vários projetos que ameaçam os direitos e a vida dos povos indígenas, bem como o meio ambiente.
Ela está entre as 100 pessoas mais influentes do mundo, segundo a revista Time. . Além de Sônia Guajajara, o pesquisador Tulio de Oliveira é o segundo brasileiro a compor a lista.
Sônia é reconhecida internacionalmente, por causa das dezenas de denúncias que já fez na Organização das Nações Unidas (ONU), no Parlamento Europeu e nas Conferências Mundiais do Clima (COP), de 2009 a 2021, sobre violações de direitos indígenas. A maranhense já viajou mais de 30 países do mundo na luta pelos seus ideais.