domingo, 22 de maio de 2022 Homem é assassinado a tiros no Residencial Ribeira, em São Luís; ele era acusado de diversos crimes


O homem, identificado como Eider dos Santos Vale, conhecido como ‘Juju do Morro’, de 26 anos, foi assassinado a tiros, na noite desse sábado (21), por volta de 20h40, no Residencial Ribeira, na região do Distrito Industrial, em São Luís.

Eider Vale foi atingido por oito disparos de pistola .40 no momento em que estava saindo de uma lanchonete.

Ele chegou a ser socorrido, mas já chegou sem vida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Maracanã.

A esposa da vítima disse à polícia que eles foram abordados por quatro homens que estavam portando arma de fogo. Eider Vale foi atingido no rosto, abdômen, peito, perna e braços.

Após a ação criminosa, os suspeitos fugiram a pé. Uma equipe do 21º Batalhão de Polícia Militar foi acionada e esteve no local do crime, mas não conseguiu localizar os criminosos.

Em consulta ao banco de dados, a polícia constatou que Eider dos Santos Vale tinha passagens pela polícia pelos crimes de roubo qualificado (2014), homicídio doloso (2015), ameaça (2015) e associação criminosa (2017), tendo três passagens pelo sistema prisional.

O crime, que tem características de acerto de contas, será investigado pela Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP)

“Juju do Morro” respondia pela assassinato de Wescley Maramaldo Rodrigues. O crime ocorreu no dia 21 de junho de 2015, por volta das 22h, próximo ao Bar do Martinho, situado à rua 13, no bairro São Francisco, em São Luís.

O Ministério Público requereu a pronúncia do acusado como incursos nas penas do art. 121 § 2º, inciso IV, do Código Penal (fls.173/176).

Em 2107, Eider Vale foi preso em flagrante delito por integrar uma quadrilha de assaltantes de banco. Na ocasião, ele estava em um veículo corsa Classic, onde foi encontrado todo o armamento que seria usado no assalto a banco da cidade de Cururupu.

Fonte:Blog do Gilberto Lima