Funcionários que atuam na limpeza de hospitais municipais em São Luís fazem greve; categoria cobra pagamento de salários


De acordo com o sindicato, os salários que deveriam ter sido pagos no início deste mês de abril, até o momento, não foram depositados nas contas dos trabalhadores, além disso, não há previsão para que os pagamentos sejam realizados. Funcionários que atuam na limpeza de hospitais municipais em São Luís fazem greve; categoria cobra pagamento de salários
Divulgação/Sindicato de Asseio e Conservação de São Luís
Mais de 200 funcionários que atuam no setor de limpeza do Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II), Hospital da Mulher e da Criança, além das unidades mistas, em São Luís, estão de braços cruzados, desde a última sexta-feira (15), por falta de pagamento.
Professores da rede pública municipal de São Luís iniciam greve geral; categoria exige reajuste salarial de 33,24%
As informações foram divulgadas, nesta segunda-feira (18), pelo Sindicato de Asseio e Conservação da capital.
De acordo com o sindicato, os salários que deveriam ter sido pagos no início deste mês de abril, até o momento, não foram depositados nas contas dos trabalhadores, além disso, não há previsão para que os pagamentos sejam realizados.
Sem acordo com empresa, agentes de limpeza de São Luís paralisaram as atividades por tempo indeterminado
Segundo o presidente do Sindicato de Asseio e Conservação, Maxwell Bezerra, a empresa Maxtec, terceirizada que presta o serviço de limpeza, não recebe, há cerca de cinco meses, o repasse por parte da Prefeitura de São Luís, inviabilizando o pagamento dos salários dos funcionários terceirizados.
O g1 entrou em contato com a Prefeitura de São Luís, e aguarda um posicionamento dela em relação ao caso.