Homem é preso após agredir companheira com socos e pontapés na Grande São Luís; agressor ainda tentou esganar a vítima


A mulher conseguiu fugir do agressor, depois de derruba-lo no chão, e em seguida ela procurou as autoridades para denunciar o caso. Homens são presos por violência doméstica e perseguição contra mulheres no Maranhão
Divulgação/Polícia Civil do Maranhão
Um homem de 34 anos foi preso, na tarde dessa segunda-feira (11), em flagrante, após a agredir a companheira, de 36 anos. O crime aconteceu na cidade de São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís.
Leia também:
Cresce o número de medidas protetivas para mulheres em São Luís
Um caso de violência é registrado a cada três horas no Maranhão, aponta Rede de Observatórios da Segurança
Saiba como denunciar casos de violência doméstica no Maranhão
Segundo a Polícia Civil do Maranhão, o suspeito, ingeriu bebida alcoólica e depois passou a xingar a companheira, além de a agredir com socos, pontapés e ainda tentou esganar a vítima. O motivo das agressões seria o fato de o homem estar com ciúmes de um vizinho.
A mulher conseguiu fugir do agressor, depois de derruba-lo no chão, e em seguida ela procurou as autoridades para denunciar o caso.
O homem foi preso em um bar, na rua 19 de Abril, no bairro do São Raimundo, na cidade balneária, por uma equipe da Delegacia Especial de São José de Ribamar, com apoio da Guarda Municipal.
De acordo com a polícia, o homem foi preso em flagrante pelos crimes de agressão física e injúria, agravados na Lei Maria da Penha.
A Polícia Civil destaca que, caso um cidadão queira fazer alguma denúncia, ele pode enviar as informações por meio do WhatsApp (98) 99108-1952. É garantindo o sigilo.
O que é considerado violência contra mulher?
Violência física: lesar a integridade ou saúde corporal da mulher;
Violência psicológica: danar a saúde emocional, mental e sua liberdade de ser;
Violência sexual: forçar ou intimidar a mulher a uma relação sexual não desejada;
Violência patrimonial: reter, subtrair ou destruir bens, valores e direitos;
Violência moral: caluniar, difamar ou cometer injúria.
Como denunciar pelo telefone?
Disque 100
Ligue 180
Ligue 190
Quais núcleos ou postos você pode buscar ajuda?
Casa da Mulher Brasileira em São Luís – (98) 3198-0100
Delegacia Especial da Mulher em São Luís – (98) 3214-8649
Delegacia da Mulher e a Patrulha Maria da Penha – 3223-5800 (capital) e 0300-3135-800 (interior)
Delegacia Online
Em Imperatriz: (99) 99193-1717 / 99123-4638 / 99204-7925.
Casa da Mulher Maranhense em Imperatriz – (99) 98405-6193
Condomínios são obrigados a denunciar
O governador Flávio Dino sancionou lei aprovada pela Assembleia Legislativa do Maranhão obrigando condomínios residenciais a comunicar à polícia casos de violência doméstica contra mulheres, crianças, adolescente e idosos.
A lei vale para os condomínios residenciais em todo o Maranhão. A comunicação deve ser feita pelos síndicos ou administradores.
A comunicação deve ser feita até 24 horas após a ciência do fato.
Os condomínios deverão afixar cartazes, placas ou comunicados divulgando a obrigatoriedade de fazer a denúncia.
O descumprimento da lei inclui advertência e, em caso de reincidência, multa entre R$ 500 e R$ 10 mil.
Veja o perfil das vítimas que sofrem com violência doméstica:
Perfil das vítimas de violência doméstica
Arte/G1
Ciclo de violência
Veja ciclo da violência contra mulher
Infográfico: Fernanda Garrafiel/ G1