Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Moradores cobram o funcionamento de escola em Pindaré Mirim

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Moradores do povoado Olho d’Água dos Carneiros, situado na zona rural da cidade, estão cobrando da prefeitura o funcionamento de uma escola que foi reformada, mas está fechada. Moradores cobram...


Moradores do povoado Olho d’Água dos Carneiros, situado na zona rural da cidade, estão cobrando da prefeitura o funcionamento de uma escola que foi reformada, mas está fechada. Moradores cobram o funcionamento de escola em Pindaré Mirim
Os moradores do povoado Olho d’Água dos Carneiros, situado na zona rural de Pindaré Mirim, a 255 km de São Luís, estão cobrando da prefeitura o funcionamento de uma escola que foi reformada, mas está fechada. As aulas para os alunos estão sendo online.
Em 2019 parte do teto da escola desabou. Naquela ocasião, não havia ninguém porque os estudantes estavam de férias. Depois veio a pandemia e os alunos passaram a assistir aulas pela internet.
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
Mas do começo do ano de 2022 até o momento toda a rede municipal de ensino de Pindaré voltou a ser presencial. Menos para os alunos da comunidade do povoado Olho d’Água dos Carneiros. Na escola funcionam turmas do maternal ao nono ano do ensino fundamental e a noite estudam alunos da educação de jovens e adultos. A preocupação dos pais é com a aprendizagem dos filhos, já que o rendimento nas aulas online é bem diferente do presencial.
Pelo menos é o que pensa a dona de casa Antônia Gracilda Santos. O filho mais velho dela é matriculado na escola. Já o do meio, que tem quatro anos, já deveria estar matriculado nunca frequentou a escola. Ela diz que o problema tem deixado as crianças perder o interesse pela escola e o ensino. “Para todos os pais seria mais vantajoso as crianças estarem tendo aula presencial e as crianças estão sendo muito prejudicadas. As crianças que estavam indo estão perdendo muito o interesse e as que não estavam essas mesmas que estão perdendo a melhor fase de aprender”.
Moradores cobram o funcionamento de escola em Pindaré Mirim
Reprodução/TV Mirante
Os moradores procuraram a Defensoria Pública para denunciar a situação. Segundo eles, na semana passada uma equipe esteve no local fazendo uma vistoria na escola. As outras mães não quiseram gravar entrevista, mas assim como a dona de casa Antônia Gracilda, elas estão na expectativa de que a escola volte a funcionar no segundo semestre de 2022.
A dona de casa Antônia Gracilda espera que o problema seja resolvido o quanto antes. “A previsão é de que quando retornassem as aulas presenciais agora depois das férias é agora em agosto, mas na escola o que tem são só as cadeiras. Não tem quadro e os móveis estão faltando. O apelo que a gente faz é que consiga a nossa escola para que nossos filhos voltem as aulas porque é o que a gente precisa que é a educação. O básico da vida”.
Sobre o assunto, por meio de nota, a Prefeitura de Pindaré Mirim informou que está finalizando a compra da mobília e dos outros equipamentos e que na próxima semana a escola será reinaugurada e entregue a comunidade.

Deixe sua Opinião

Ultimas Noticias

Siga a Gente

--:--
--:--
  • cover
    Rede Mano Santana
  • cover
    Mirante FM