Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Mulher foge do marido e consegue denunciar que era agredida há anos, no Maranhão

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Caso aconteceu em Timbiras. Vítima pulou de uma moto quando estava com o marido e relatou aos policiais as agressões que sofria. Marcas de agressão que a vítima apresentou à...


Caso aconteceu em Timbiras. Vítima pulou de uma moto quando estava com o marido e relatou aos policiais as agressões que sofria. Marcas de agressão que a vítima apresentou à polícia
Arquivo pessoal
Um homem foi preso após a esposa, de 22 anos, decidir denunciar que era agredida há anos em Timbiras, a cerca de 284 km de São Luís. A denúncia aconteceu quando ela e o marido passavam de moto, próximo a um grupo de policiais.
Compartilhe essa matéria no WhatsApp
Compartilhe essa matéria no Telegram
O caso aconteceu no dia 19 de julho, mas as informações só foram divulgadas na última semana. Segundo a polícia, a mulher convenceu o marido a desacelerar e moto e então pulou do veículo e correu em direção aos policiais para apresentar as marcas de que estava sendo agredida.
"Há vários meses, ela vinha sendo espancada pelo marido e o que observamos lá, pelo relato da mesma, é que, no dia anterior, ele tinha batido bastante nela utilizando uma corda e uma bainha de facão. Constatamos vários hematomas no corpo e, nesse intervalo, colhemos as características do indivíduo e conseguimos lograr êxito com a prisão em flagrante do mesmo, que foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Timbiras", declarou o major Jamerson, da Polícia Militar.
Marcas de agressão que a vítima apresentou à polícia
Arquivo pessoal
Na delegacia, a mulher contou que sofria violência doméstica há quase oito anos. O marido foi preso em flagrante pela Lei Maria da Penha e uma equipe da Secretaria de Assistência Social de Timbiras está acompanhando o caso.
Em novembro de 2021, uma outra mulher foi espancada em um bar da cidade. Já em 2022, a polícia já registrou 65 casos de violência contra a mulher em Timbiras e Codó. Na maioria dos casos, os autores são companheiros ou ex-companheiros das vítimas.
Para denuncias casos semelhantes, a polícia indica a ligação para qualquer delegacia ou quartel da Polícia Militar, ou então pelo número 180, 190, além do aplicativo 'Salve Maria Maranhão'.

Deixe sua Opinião

Ultimas Noticias

Siga a Gente

--:--
--:--
  • cover
    Rede Mano Santana
  • cover
    Mirante FM