Preso um dos suspeitos de matar bombeiro reformado do Amazonas em São Luís


O bombeiro foi assassinado dentro de casa, no último dia 2 de maio, na avenida principal do Maracanã, em São Luís. Segundo a polícia, o bombeiro reformado foi vítima de latrocínio. Sede da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) em São Luís.
Gilson Teixeira.
Nesta segunda-feira (30), a Polícia Civil do Maranhão divulgou que prendeu um homem, identificado como ‘Anum’, que é um dos autores do crime de latrocínio (roubo seguido de morte), que teve como vítima o bombeiro militar reformado do Estado do Amazonas Vicente da Silva Gomes, de 70 anos.
O bombeiro foi assassinado dentro de casa, no último dia 2 de maio, na avenida principal do Maracanã, em São Luís.
Segundo a polícia, no decorrer da investigação, que estão sendo realizadas pela Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), foram identificados todos autores e as circunstâncias em que se deu o crime.
O primeiro suspeito do crime preso confessou a autoria do latrocínio. Após prestar depoimento, o preso foi encaminhado ao sistema penitenciário.
Agora as investigações continuam para que os demais envolvidos sejam presos.
O crime
Na noite dessa segunda-feira (2), o sargento aposentado do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas Vicente da Silva Gomes, de 70 anos, foi morto durante o assalto a uma residência, no Residencial Maracanã, em São Luís.
Segundo informações da Polícia Civil do Maranhão, por volta das 19h, três homens armados invadiram a casa do sargento e anunciaram o assalto.
Os vizinhos da vítima viram a movimentação dos criminosos e entraram na casa após os assaltantes saírem, para ver como o sargento estava.
Os populares afirmaram à polícia, que encontraram Vicente da Silva já sem vida, deitado no chão e próximo a cabeça do bombeiro havia um fio elétrico e uma toalha, indicando que, possivelmente, a vítima teria sido morta por estrangulamento.
A polícia foi acionada, e homens do 21º Batalhão de Polícia Militar foram até ao local para averiguar a situação. Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militares do Maranhão também esteve no local e constatou que a vítima não apresentava mais sinais vitais.