Sonia Guajajara entra na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo

A maranhense e ativista Sonia Guajajara está entre as 100 pessoas mais influentes do mundo, segundo a Revista Time. A publicação foi divulgada nesta segunda-feira (23), apontando as pessoas que mais exerceram influências ao longo do ano.

Sonia é reconhecida por sempre estar na linha de frente na luta contra vários projetos que ameaçam os direitos e a vida dos povos indígenas e também ao meio ambiente.

Atualmente, ela é coordenadora executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) e é co-fundadora da Articulação Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade (AnmigaOrg).

Em um trecho da apresentação da sobre a líder indígena, feita por Guilherme Boulos, ele destaca que ela “desafiou as estatísticas e conseguiu se formar em uma universidade”, sendo filha de analfabetos e tendo que sair de casa aos dez anos de idade para trabalhar.

Nascida na Terra Indígena Araribóia, na cidade de Amarante, em 1974, Sônia é do povo Guajajara/Tentehar. Aos 15 anos, ela deixou a região pela primeira vez para estudar em Minas Gerais. Hoje, é formada em letras e em enfermagem, pós-graduada em educação especial e mestra em Cultura e Sociedade.