Vacinação contra o HPV segue abaixo da meta em São Luís


São Luís permanece com índices inferiores à meta do Ministério da Saúde desde 2015.
São Luís não atinge meta de vacinação contra HPV
A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informou que o percentual de vacinados contra o Papilomavírus humano (HPV) segue abaixo da meta estipulada pelo Ministério da Saúde em São Luís.
A capital maranhense segue com o índices de imunização inferiores à meta desde 2015, com menos de 60% do público-alvo vacinado. A projeção necessária, segundo a secretaria, inclui a vacinação de mil adolescentes em todos os meses do ano. A vacina é destinada à adolescentes, com o objetivo de prevenir doenças sexualmente transmissíveis, além de outras patologias, como o câncer de colo de útero.
Um estudo realizado pelo Ministério da Saúde, em 2017, apontou que metade dos jovens, em todo o Brasil, tinham HPV. A informação referenda a necessidade de prevenção contra o vírus, classificado como o segundo maior causador de câncer em humanos.
A coordenadora de Imunização de São Luís, Charlene Luso, explica que a falta de informações sobre os riscos da doença prejudicam o avanço da vacinação em São Luís.
“Infelizmente, desde 2015 (a vacinação contra o HPV) não consegue chegar aos 90%, que é determinado pelo Ministério da Saúde. A gente sempre fica entre 50% a 60%”, disse a coordenadora.
Vacinação contra o HPV segue abaixo da meta em São Luís
Reprodução/TV Mirante
Para a atendente de farmácia, Sebastiana do Carmo dos Santos, a garantia de proteção de duas netas, vacinadas contra o HPV, representa um avanço em favor da saúde.
“Na minha época, não tinha era quase nada […] meus netos; meus filhos são tudo (sic) vacinados”, concluiu.